15 maio 2014

Ser mãe aos 35 anos...

Fonte

Quando era miúda pensava sempre que seria mãe cedo, que teria 2 ou 3 filhos, que a vida seria mais cor-de-rosa do que de facto se apresentou.

O meu marido está ao meu lado desde os meus 18 anos, no entanto, muitas situações condicionaram a decisão de ter filhos mais cedo: meus estudos, estabilidade profissional, um negócio em construção, múltiplos problemas, necessidade de poupar dinheiro, etc.

Foi há cerca de ano e meio que "caiu a ficha" e tomei consciência que ou seria agora ou nunca. Fiz um seguro de saúde e iniciei os exames, mas quis o destino que tudo fosse adiado com a descoberta de um problema de saúde...
Ao mesmo tempo, o dito "relógio biológico", de que tanto ouvia falar mas não entendia, começou a dar horas e a angústia foi crescendo. Brindou-e a vida com a facilidade de engravidar à primeira tentativa, mas consigo entender toda a angústia de quem quer ser mãe e pelos mais diversos motivos não o pode ser ou demora a ser, pois também acompanhei de perto casos na família assim.

Se tenho pena de ser só agora? Sim! Na verdade nunca tinha pensado muito nisso antes, mas agora que estou grávida penso bastante no assunto. No entanto, com a crise do nosso país e com todas as dificuldades que existem cada vez mais a decisão de ser pais é adiada...

É certo que existem alguns riscos associados ao facto de ter o primeiro filho tardiamente, tais como a dificuldade em engravidar, a maior probabilidade de alguns problemas na gravidez, mas nestes casos penso que o mais importante é fazer um "pé de meia" de modo a ter um maior/melhor acompanhamento durante a gravidez.

Fiz um seguro para ser seguida no Privado, e a verdade é que embora me custe financeiramente, vale a pena pois acho que o acompanhamento no nosso serviço público é muito insuficiente. Tenho colegas que só têm direito a 3 ecografias na gravidez... Eu tenho feitos em média duas por mês e conto os dias até à seguinte! Acho que de facto é pouco...

No entanto, penso que o facto de ser mãe aos 35 também tem coisas positivas:

- Temos maior maturidade para cuidar de uma criança.
- As condições financeiras são "geralmente" melhores que no início da juventude.
- Temos mais consciência desta vontade de ser pais e acredito que saboreamos melhor a maternidade/paternidade.
- Temos maior espírito de sacrifício.
- Não gastamos tanto em coisas desnecessárias pois temos os "pés mais assentes na terra".
- Lidamos melhor com o nosso corpo e a "vaidade" já não é a prioridade, mas sim o nosso bem estar geral.

O que importa saber é que sempre é tempo para irmos atrás dos nossos sonhos, de lutarmos por aquilo que queremos.
Não é quando queríamos? Paciência! O que importa é NÃO DESISTIR!





15 abril 2014

O que mudou na minha vida desde Agosto?...

Xinapá!......... Já não vinha aqui há tanto tempo...
Mas por um bom motivo.

Decidi dedicar-me a 100 % a ir atrás dos meus sonhos e a alterar a minha vida com tudo o que tenho aprendido neste e noutros blogs e aproveitando o tempo "livre" que ganhei ao organizar-me melhor.

Muita coisa mudou desde Agosto...

1. Consegui emagrecer os 8 Kg que queria entre Junho e Setembro 2013, com a dieta da Ágata Roquette.

2. Fiz todos os exames para ser mamã e...ironia do destino: detectado um quisto grande na Tiróide com aconselhamento de biópsia. O meu mundo ruiu mas fui à luta e já está tudo controlado. Projecto de ser mamã teve de ser adiado por uns meses.

3. Entrei na Universidade à noite, um projecto que já estava a adiar desde 2006. Tem corrido bem e tenho tido boas notas. Conheci, ainda, pessoas fantásticas.

4. Comprei um terreno fantástico para fazermos a nossa casinha!

5. Fiquei grávida e já vem aí o nosso primeiro filhote.

6. Fiz 2 viagens ao estrangeiro.

7. Já comecei a alinhavar o projecto ara a minha casinha.

8. Resolvi problemas e eliminei pessoas da minha vida que me estavam a angustiar.

9. Continuo com os meus 2 trabalhos.

10. Continuo casada com o meu amor de há mais de 15 anos e muito felizes.

E agora:
- Estou em processo de destralhamento (novamente) e projecto de pequenas obras em casa para receber o bebé.
- Estou a começar a tratar do enxoval do bebé gastando o mínimo possível (tenho uma casinha para fazer...).

É impressionante o que conseguimos fazer quando nos organizamos melhor...





26 agosto 2013

E como vai a "Dieta dos 31 dias" 2 meses depois...

Tenho andado um pouco ausente do blog, não porque tenha férias (essas só em Setembro) mas precisamente pelo inverso.

Tenho andado bastante focada nos meus objectivos e tarefas de forma a melhorar a minha vida e futuro, pelo que não me tem sobrado tempo para muito.

Como tenho visto que há algumas visitas ao tópico da dieta e recebi mensagens a perguntar como vai só tenho uma coisa a dizer: LAMENTO NÃO TER CONHECIDO ESTA DIETA ANTES!

A "Dieta dos 31 dias" encaixou-se perfeitamente no meu quotidiano e constatou-se ideal para todos os meus defeitos que levavam a desistir de dietas.

Como sabem comecei com 64,4 Kg em 18 de Junho. A 20 de Agosto (última pessagem) já tinha apenas 58,1 Kg (menos 6,3 Kg).

Segui as regras da Dr.ª Ágata Roquette mas não as receitas do livro à risca. Tive ainda muitos jantares e festarolas quase todas as semanas, no entanto perdi imenso volume e já visto roupa de há 15 anos atrás (mas ainda não toda!).

Sinto-me maravilhosa, já não tenho vergonha de mim, vergonha de mostrar o corpo ou barriga na praia, vergonha perante o meu marido (às vezes acontece, mesmo ao fim de 15 anos de relação), e tenho bastante energia e alegria.

Aconselho vivamente!

15 julho 2013

Dieta dos 31 dias _ Pesagem 3


Comecei a seguir a dieta dos 31 dias há cerca de 4 semanas.

Semana 1 e 2 --» Fiz a Fase 1 correctamente (com direito a um bom Dia da Asneira por semana (S.João à mistura))
Semana 3 - Repeti a fase 1 mais uma semana - erro crasso porque o corpo já se tinha habituado e era necessário o tal "choque metabólico" da Fase 2, pelo que nesta semana não perdi muito.
Semana 4 - Fase 2 da dieta - o peso começou a descer novamente.

A semana 3 e 4 não teve um dia da Asneira mas sim 2 a 3! Fomos passar os fins-de-semana fora e houve direiro a tudo: pizza, batata frita, arroz, carnes gordas, croissants folhados com manteiga nos pequenos-almoços, leite com chocolate, etc...

O engraçado é que depois deste choque dos dias da asneira é quando perco mais peso!!! É claro que para isso é preciso levar a dieta a sério durante a semana.

Comecei com 64,4 Kg para 1,57 mt de altura, com imensa gordura alojada na zona abdominal e os papinhos nas covas do braço e não só diminuí muito a gordura localizada como perdi peso.

Hoje de manhã (depois de um fim-de-semana para esquecer em exageros): 60,7 Kg (-3,7 Kg).
Sendo eu baixinha nem imaginam a diferença! Ontem passeei-me toda contente nas praia de Peniche de biquini!!! Há anos que não me sentia tão bem sem roupa! :)

Não podia estar mais satisfeita com uma dieta até porque sinceramente, não só me ajudou a controlar o vício nos carboidratos como também nunca passei fome, poupo mais no supermercado e é fácil.






02 julho 2013

Dieta dos 31 dias - Pesagem dia 15 (Fase 1)

via
Desde que passei a ter sociedade numa empresa além do meu trabalho dito "normal", o meu sossego acabou, os horários deixaram de existir e com o stress ganhei imensos quilos, eu que sempre fora magra.

Embora não estivesse contente com o meu corpo, fiz algumas tentativas de reverter a situação mas sem sucesso e desanimei. Tanto que este ano ao destralhar dei todas as roupas que gostava e achava que nunca mais poderia vestir.

Após ter tentado esta "Dieta dos 31 dias" de Ágata Roquette tomei consciência que é possível e passou a ser a minha "Bíblia alimentar".

Hoje é o 15º dia. Este fim-se-semana já recebi elogios sobretudo a referirem o facto que estava com menos "barriga" (sim, estava mesmo feia antes. Mas ainda tem muito a perder.)

Quais os resultados?

Peso inicial: 64,4 Kg

Peso actual : 61,9 Kg. --» Perdi 2,5 Kg (dentro dos parâmetros que a Dr.ª refere). E tive um Domingo de asneira daqueles!!!

Medidas "perdidas":

Acima do peito (aqueles papos inestéticos que teimam sair fora do top) --» perdi 4 cm

Rabo --» perdi 4 cm

Barriga --» perdi 7 cm (esta é a que mais me deixou FELIZ!)

Como este fim-de-semana vou passá-lo fora e vou cometer alguns excessos, vou manter a fase 1 até o final da semana e só na próxima segunda-feira inicio a fase 2.

A quem precisar de emagrecer aconselho acreditar que é possível.

Este regime é difícil nos primeiros 4 dias mas depois que estamos "desintoxicados" dos Hidratos de Carbono é cada vez mais fácil.



24 junho 2013

Dieta dos 31 dias - pesagem 1 e opinião sobre a dieta.

via
Comecei a dieta numa Terça-feira (e não na Segunda como era preferível), pelo que o meu Dia da Asneira - o Domingo - calhou no 6.º dia e não no 7.º da dieta como refere a Dr.ª Ágata Roquette no livro.

E o resultado foi... em 5 dias de dieta perdi 1,5 Kg.

Peso (18/6/13) = 64,4 Kg

Peso (24/6/13) = 62,9 Kg (Até chorei de emoção!!!!!! O meu marido só se ria, claro está!)

Parece-me que perdi bastante para 1 semana tendo em conta alguns testemunhos que li, mas acho que isto deveu-se ao facto da minha alimentação anterior ter mesmo muitos hidratos de carbono.

O meu Dia da Asneira deve ter estragado os resultados, mas estou feliiiiiiiiiiiz! 
Depois de nutricionistas, ginástica, dietas hipocalóricas e fooooome o peso não descia, mas agora vai lá! ;)

Bem, o meu Dia (ou "noite", que é pior) da Asneira foi num restaurante na Zona Ribeirinha do Porto, com tudo a que tinha direito, inclusive "Batata Frita e Arroz"...
Fui pela primeira vez ao S. João do Porto, andei pela primeira vez de metro no Porto, e simplesmente adorei tudo, tudo, tudo. Fartei-me de rir com o meu martelinho do S. João e até acendemos um Balão de S. João. Foi fantástico!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Voltando à dieta...

Quais os efeitos que a dieta teve em mim?

- Senti algumas tonturas nos primeiros dias.
- Senti alguma prisão de ventre mas que já está a passar.
- Senti a falta de hidratos de carbono (pão, arroz, massa) mais do que de coisas doces, quase como de fosse uma "droga" - imagino que o efeito seja o mesmo - e alguma ansiedade.
- Senti-me com menos energia e muito sono.
       ||--» O melhor? Tudo isto custa até ao 4.º dia. Depois começa a ser muito mais fácil.

- O meu estômago parece que "encolheu" (já não consegui comer no dia da asneira o que comia antes, mesmo que forçasse).

- Nunca senti fome.

--> Não acho a dieta assim tão difícil pois o facto de não ingerirmos os hidratos de carbono faz com que não tenhamos a necessidade incontrolável de "só mais um pouquinho". É mais fácil para mim saber o que posso comer ou não, do que ter de controlar a quantidade que como.

--------------
Comecei a dieta a partir de informação da Internet, mas como vi que de facto resultava comigo já fui comprar o livro inicial - "A Dieta dos 31 Dias".

Agora tenho de ir ao Pingo Doce ver se compro o 2.º livro que está em promoção nestes hipermercados - "As 50 regras de Ouro", de ´Ágata Roquette.

---------------

Para quem quiser dicas sobre o melhor horário para se pesar, clicar na imagem acima em "via".
___________

BOA SEMANA, com MUITA SAÚDE e ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL!

E FELIZ S.JOÃO!!!!!! :)


20 junho 2013

Dia 2 - Dieta Ágata Roquette

via

MENU - Dia 2:
Pequeno almoço:
1 pãozinho de mistura com 1 fatia de fiambre de peru (a primeira vez na vida que o comi e surpreendi-me porque adorei! Pelo menos experimento novos sabores. Até o maridão gostou) e 1 copo de leite.

Meio da manhã:
1 chá verde e camomila (vou fazer 3 dias deste chá para limpar o organismo e ao fim deste tempo mudo o tipo de chá para não "intoxicar" o organismo com o mesmo e fazer mais efeito)
 + café (tudo sem açúcar - cafés sempre com adoçante)
+ 1 quadradinho de queijo.

Almoço: Coxinhas de frango (assadas no forno) com salada de tomate e pepino.

Lanche:

1)
1 chá verde e camomila
1 café
1 saladinha com tomate, 1 fatia de queijo light + 1 fatia de fiambre (às tirinhas). Reguei com um pouco do molho da salada do meio dia apenas.

2)
Iogurte magro 0 açúcar.

Jantar: Bacalhau cozido com grelos salteados.

Bebi um pouco mais de 2 lt de água e, novamente, não saí do banho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...